2.22.2009

11 Maneiras de Curar o Síndrome de "Qualquer Dia"

Síndrome de Qualquer Dia: não fazer aquilo que quer / precisa, porque não sabe o que é, porque adia a altura de o fazer, ou porque tem muitas outras coisas para fazer no seu dia a dia.

Toda a gente sofre do Síndrome de qualquer dia, nalgum momento da vida, muitas vezes repetidamente. Eu recentemente decidi que tinha de mudar de emprego, mas sem fazer realmente nada para que isso aconteça.

Provavelmente há algo semelhante a acontecer consigo - um projeto, uma tarefa, um objectivo - que acabou por não ter tempo para começar. Certo?

Podia usar o slogan da Nike e dizer: Just Do It, mas se fosse assim tão simples o Síndrome de Qualquer Dia não existia. No meu caso foi necesário perceber que para conseguir atingir os meus objectivos - pessoais, financeiros e profissionais – precisava mesmo de mudar de emprego.

Decidi que tinha de começar a fazer alguma coisa para parar de adiar aquilo que tinha para fazer, ou nunca ia conseguir atingir os meus objectivos.


Como superar o Síndrome de Qualquer Dia

1. Seja você mesmo. Este é o primeiro mandamento para se ser feliz. Talvez não esteja a fazer alguma coisa, porque, na realidade, ela não se encaixa com quem realmente é. Se assim for, esqueça esse projecto e as expectativas que o acompanham. Pense em algo que realmente seja adequado a si e à sua vida.

2. Livre-se do que não é importante. Se não sabe o que é melhor para si, isso quer dizer que a sua mente e as emoções estão desordenadas. Ou seja, se a sua mente está um caos, como pode tomar uma decisão clara e racional para se livrar do pensamamento "qualquer dia"? A desordem de que estou a falar incluí os pensamentos negativos (como pensar que não é capaz), ou atitudes negativas (Eu sou demasiado preguiçoso para levar este projecto até ao fim).

3. Saiba o que quer. E porque o quer. Se está no processo de curar o Síndrome de "Qualquer Dia" , precisa saber mais sobre os seus desejos, e quais as razões por trás deles.
E se não sabe como o fazer, a blogosfera está cheia de blogs prontos a ajudá-lo a descobrir os seus sonhos – Aqui mesmo existem artigos para o ajudar nesse sentido.
Leia : Pense nos seus objectivos de vida e O Objectivo do Seu Dia: A Tarefa Mais Importante (TMI)

4. Faça um grande plano. Digo "grande" porque este é o plano geral. Mas não se deixar levar. Planear pode fazê-lo sentir-se como se já estivesse em acção, mas não é diferente de falar sobre o asunto. Até que realmente faça alguma coisa, continua a adiar. Começar é mais importante do que demorar muito tempo em planos detalhados.

5. Um passo de cada vez. Os únicos detalhes que precisa definir neste momento são os suficientes para começar. Não fique sobrecarregado com detalhes. Quando olhar para o panorama geral não vai ver apenas alguns detalhes - Vai ver todos, e isso pode ser esmagador. Concentre-se apenas nas próximas duas ou três coisas que precisa fazer. É o suficiente.

6. Ignore o resto. Exactamente. Ignore tudo o resto no seu objectivo excepto aquilo em que está a trabalhar. Muitas vezes comparamos a situação actual, relativamente ao que queremos, como forma de adiar. Embora fazer o ponto da situação seja sempre uma coisa boa, podemos fazê-lo de cada vez que uma tarefa esteja concluída, e não no meio da tarefa.

7. Obtenha ajuda. Uma boa maneira de descobrir se os nossos objectivos vão realmente fazer-nos felizes é conversar com outras pessoas que o tenham feito.

E tente ter o menos trabalho possível, se alguém já tiver feito o trabalho - por exemplo se o seu objectivo for correr a maratona procure um plano de treino já elaborado que se adapte a si, em vez de criar o seu - não há necessidade de desperdiçar o seu tempo a criar algo que já existe.

8. Não compare. Tenha cuidado quando pedir ajuda, porque o que funciona para alguém pode não funcionar da mesma maneira consigo, não compare os seus resultados com os dos outros, não vai tirar nada de positivo daí.

9. Esteja desconfortável. Muitas vezes acontece estarmos terrivelmente infelizes, mas estamos tão confortáveis e habituados a essa situação que não fazemos nada quanto a isso. A felicidade é um risco, mas a situação actual, mesmo sendo dolorosa é segura.

O que prefere? Sentir-se confortavel na dor e infelicidade ou desconfortavelmente feliz? Eu vivo a minha vida da segunda forma e recomendo que escolha sempre a opção desconfortável.

10. Celebre o processo, bem como o fim. . Não significa fazer uma festa de cada vez que faz uma tarefa, mas que reconheça o seu progresso. Converse com as outras pessoas que sabem dos seus planos e conte-lhes os seus progressos.
Esta partilha também inspira outros e ajuda-os a mudar as suas próprias atitudes e a parar de adiar e atingir os seus objetivos.

11. Não pare quando se tornar fácil. É importante ir mais longe do que primeiro pensou. Quando estiver no caminho certo, dando um passo de cada vez, introduza uma meta inesperada, para adicionar energia, entusiasmo e um pouco de medo ao seu objectivo. Acredite, que pouco de medo provavelmente será o melhor motivador que alguma vez encontrará.




del.icio.usstumble Technorati BlogBlogsblogarama.com



4 comentários:

  1. Excelente Carnaval repleto de animação, aromas, cor e muita festa.

    http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Este texto de facto ajudou-me a pensar...
    Gostei do tema do blog...
    Parabéns...

    ResponderEliminar
  3. Adorei o blog... muito bom para dar cá um pulinho de vez em quando e tentar "acalmar", utilizando algumas dicas ;)
    Parabéns!

    ResponderEliminar