3.20.2009

A Arte de Tomar Decisões - 7 Dicas

Vivemos num mundo hiper-conectado, e todos nos debatemos com a gestão de informação e do trabalho, para conseguirmos fazer tudo o que precisamos. E uma grande parte disso consiste em lidar com os outros e tomar decisões. Mesmo que seja um lobo solitário, eventualmente vai ter de colaborar com outras pessoas. Este post deixa alguns conselhos úteis sobre como gerir essa parte da sua vida, para que possa trabalhar de forma eficaz e eficiente com as outras pessoas.

Trabalhamos com os outros, porque precisamos da troca de ideias e conhecimentos para alcançar objectivos. O trabalho de equipa baseia-se em acordos que fazemos,de forma explícita ou implicitamente, sobre o que queremos fazer em conjunto. Construir estes acordos frequentemente gasta tempo e energia valiosos. Pense em quanto do seu dia é dedicado a esse aspecto na vida profissional. Passamos muito tempo em reuniões ou conversas telefónicas, das quais apenas 10 por cento do tempo é produtivo.

Para se ser bem sucedido é fundamental conseguir que as decisões sejam tomadas, conseguir liderar uma reunião eficaz é uma das ferramentas principais, mas muitas vezes, estes acordos são feitos através de e-mail, que está longe de ser perfeito. O problema do e-mail é a falta de transparência e de responsabilização. Fácilmente se pode dizer que não se recebeu algum e-mail. Além disso, manter qualquer tipo de registo é difícil, especialmente se envolver muitas pessoas.

Estas são algumas idéias que o ajudarão a tornar as decisões mais rápidas, mais fáceis e que sejam realmente cumpridas.

Aqui estão as minhas 7 Dicas:

1. Uma decisão de cada vez. Não junte várias decisões numa só. Divida em várias questões que possam ser resolvidas individualmente. Isto irá reduzir as questões levantadas e tornar a discussão viável e possível de concluír rapidamente.

2. Ser transparente. Tenha conversas e discussões ás claras, tanto em pessoa como virtualmente. As organizações bem sucedidas tomam decisões às claras. Discussões à porta fechada alimentam especulações e inibem a capacidade do grupo de concordar com a decisão tomada.

3. Informe-se. Seja pró-activo e recolha a informação necessária com antecedência. Decisões baseadas em factos são mais fáceis de tomar e evitam que surjam emoções, que só atrapalham o processo. As pessoas precisam de dados, quer se trate de investigação, orçamentos ou cronogramas, para poderem tomar decisões com segurança. Providencie para que estejam disponiveis, para que eles não tenham que voltar a pedi-los mais tarde.

4. Minimizar os Participantes. Devem-se incluir na tomada de decisão apenas as pessoas que precisam de lá estar. Se outras pessoas têm algum interesse, podem ser sondadas, mas se o seu papel não for determinante para a conclusão não devem ser convidá-das.

5. Poupar palavras. Utilizar o menor número palavras necessárias para transmitir a proposta. Os seus parceiros irão perceber a ideia, mas incluir muitos detalhes vai diluir a mensagem, e podem distrair do objectivo principal.

6. Clarifique o significado de "sim". Parece óbvio, mas quando criar uma proposta, crie uma proposta. Este é um erro comum. Fale de forma clara e inequivoca e use linguagem formal se necessário. Não diga "diga-me o que acha" quando realmente quer dizer "aprova este projecto."

7. Registe a decisão. Parece simples, mas é difícil de fazer, especialmente por e-mail. Existe uma razão para os conselhos de administração terem actas. Assim as pessoas vão levar a decisão a sério, porque sabem que está registada e é do dominio público. Pense em criar um documento ou pasta na intranet ou na Internet onde o acordo é gravado. Fazer isso criará pressão e aumenta o sentido de responsabilidade, o que é poderoso.

Ao seguir estes passos, é notável os ganhos em produtividade que irá experimentar não só pessoalmente, mas também na organização onde se encontra. Criar um sistema para tomar decisões e, em seguida aplicá-lo, reduz o stress e cria um nível de confiança que impulsiona para o sucesso.

Leia também:

» Como Aceitar Críticas com Graciosidade e Apreço

» Como Acabar Com as Desculpas

» 25 Maneiras de Aumentar a Sua Auto-Confiança

» 11 Maneiras de Curar o Síndrome de "Qualquer Dia"



4 comentários:

  1. Muito bom! Parabéns pelo artigo.

    Abraços,
    Marcus Aragão

    ResponderEliminar
  2. Olá, tens uma supresa no meu blog.

    ResponderEliminar
  3. Nossa!! este seu post caiu como uma luva !!!!
    amei!
    obridado, bj bj
    Neza.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22.3.09

    Obrigado!!Este post me serviu como uma luva.
    parabens!!!!
    bj bj
    Neza

    ResponderEliminar