11.18.2009

O guia pequeno, mas poderoso, para encontrar a sua paixão

Siga-me no Twitter e Facebook.


"A suprema realização é esbater a fronteira entre trabalho e lazer." - Arnold Toynbee

Realizar a sua paixão pode ser uma coisa difícil. Mas descobrir qual é essa paixão pode ser ainda mais complicado.

Eu tenho sorte, encontrei minha paixão, e consigo viver disso. Posso dizer que é uma coisa maravilhosa, ser capaz de ganhar a vida a fazer o que realmente se gosta.

Por isso, neste pequeno guia, gostaria de ajudá-lo a começar a descobrir o que você adoraria fazer. Esta é uma dúvida bastante comum, e a cuja resposta resposta pode mudar para melhor a sua vida.

A sua paixão é aquilo que o vai motivar a saltar da cama, pela manhã, a gritar: "Eu estou vivo! E estou feliz! ". E assustar os membros da sua família, ao mesmo tempo.

Este guia não é exaustivo, e não vai descobrir a sua paixão por si. Mas vai ajudá-lo na sua jornada para o encontrar.

Veja como.

1. Em que actividade é realmente bom? A menos que esteja apenas a começar a vida, tem alguma habilidade ou talento, demonstra algum tipo de aptidão. Mesmo que seja muito jovem, já demonstrou algum tipo talento, desde muito jovem, até mesmo na infância . Sempre foi um bom a escrever, a falar em público, desenhar, organizar, construir, explicar? Você foi bom a ter ideias, juntar pessoas, jardinagem, vendas? Pense um pouco nisso. Passe pelo menos 30 minutos a pensar nesta questão - muitas vezes esquecemo-nos de coisas que fizemos bem. Pense bem, recue no tempo , na medida do possível, e reveja a sua participação em trabalhos, projetos, passatempos, desportos. Esta pode ser a sua paixão. Ou podem até ser várias. Começe a fazer uma lista de potenciais candidatos.


2. O que o excita? Pode ser algo no trabalho - uma pequena parte do seu trabalho que o deixa mais entusiasmado. Pode ser algo que faz fora do trabalho - um hobby, um trabalho exporádico, algo que faz como voluntário, ou para ajudar alguém que lhe é querido. Ou pode também ser algo que já não faz há algum tempo. Mais uma vez, pense sobre isso durante 30 minutos, ok, 15 no mínimo. Se não o fizer, vai acabar por se enganar a si mesmo. Adicione qualquer conclusão à sua lista.

3. Sobre que assuntos gosta de ler? O que passa horas a ler on-line? Quais as revistas que espera ansiosamente pelo último numero? Que tipo de blogs segue? Qual a seção da livraria onde costuma demorar-se? E que tipo de livros compra? Pode descobrir muitos tópicos aqui - acrescente-os à lista.

4. Quais os seus sonhos secretos? Pode ter algum trabalho de sonho ridículo, algo que sempre quis ser - um escritor, um artista, um designer, um arquiteto, um médico, um empresário, um programador. Mas o medo e insegurança retraiu-o, e levou-o a descartar essa idéia. Talvez sejam várias. Acrescente-as à lista - não importa o quão irrealistas sejam.

5. Aprender, perguntar, tirar notas. OK, agora tem uma lista. Escolha uma coisa da lista, aquilo que o excita mais. Este é o seu primeiro candidato. Agora leia sobre o assunto, converse com pessoas que sejam bem sucedidas na área (através de blogs, amigos, amigos de amigos). Tire notas das coisas que tem de aprender, que precisa melhorar, ferramentas que tem de dominar, e as pessoas com quem quer conversar. Estude, mas não espere muito tempo para dar o próximo passo.

6. Experimente, tente. Agora é quando a aprendizagem realmente acontece. Se ainda não o fez, começe a fazer aquilo que escolheu. Talvez já o tenha feito, nesse caso, pode saltar para a próxima etapa ou escolher um segundo candidato a experimentar. Mas, se não o tiver feito, comece agora - basta fazê-lo. Pode ser na privacidade da sua própria casa, mas deve ser o mais rapidamente possível. E se puder, torne pública esta sua nova aventura. Isso vai motivá-lo a melhorar, dá-lhe feedback, e a percepção que os outros têm de si também se vai alterar, para melhor. Preste atenção em como se sente ao fazer isso - é algo que espera ansiosamente, que o deixa animado, e que gosta de partilhar?

7. Reduza ao essencial. Eu aconselho a escolher entre 3-5 coisas da sua lista, se a lista for maior, e aplicar os passos 5 e 6 em todos eles. Isto pode demorar meses, ou talvez até já tenha aprendido e experimentado todos. Então agora o que precisa é perguntar-se: Qual o deixa mais animado? Qual destas coisas pode levar a algo que lhe possa dar algum tipo de rendimento? O que é que consegue ver-se a fazer durante anos (mesmo que não seja uma carreira tradicional)? Escolha um ou dois no máximo, e concentre-se nisso. Vai aplicar os próximos três passos na sua escolha: expulsar os seus medos, encontrar tempo, e torná-lo numa carreira, se possível. Se isso não funcionar, pode tentar o próximo candidato da sua lista - não há vergonha nenhuma em experimentar algo e falhar, porque vai aprender lições valiosas, que o ajudarão a ter sucesso na próxima tentativa.

8. Banir os seus medos. Este é o maior obstáculo para a maioria das pessoas - auto-dúvida e medo do fracasso. Mas você vai enfrentá-lo e acabar com ele. Em primeiro lugar, reconheça-o, em vez de o ignorar ou negar. Em segundo lugar, escreva-o, para o exteriorizar. Em terceiro lugar, sinta-o, e perceba que é normal sentir-se assim, aceite. Em quarto lugar pergunte-se: "Qual é a pior coisa que pode acontecer?" Normalmente não é nada de catastrófico.Em quinto lugar, prepare-se para fazê-lo de qualquer maneira, e depois faça-o. Dê passos pequenos, tão pequenos quanto possível, e esqueceça o que poderá acontecer – concentre-se no que está a acontecer realmente, agora. E depois celebre o seu sucesso, não importa quão pequeno seja.

9. Arranje tempo. Não têm tempo para exercer essa paixão? Faça o tempo, caramba! Se esta é uma prioridade, vai conseguir ter tempo - reorganize a sua vida até conseguir ter tempo. Isso pode significar acordar mais cedo, ou fazê-lo depois do trabalho ou durante o almoço, ou nos finais de semana. Provavelmente vai significar cancelar alguns compromissos, simplificar o seu trabalho ou fazer um monte de trabalhos antecipadamente (como se estivesse para ir de férias). Faça o que for preciso.

10. Como viver disso. Isso não vai acontecer durante a noite. Você precisa de fazer algo, tornar-se bom nisso, e ser apaixonado. Isso pode levar meses ou anos, mas se se estiver a divertir, é o mais importante. Quando chegar ao ponto em que alguém lhe paga por isso, então é ouro sobre azul - há muitas maneiras de ganhar a vida nesse momento, inclusive a fazer freelances ou trabalho de consultoria, fazendo artigos informativos, como ebooks, escrever um blog e vender publicidade. Na verdade, eu recomendo que faça um blog, se ainda não tiver feito - ele vai ajudálo a solidificar o seu pensamento, a construir uma reputação, a encontrar pessoas que estão interessadas no que faz, e a demonstrar o seu conhecimento e paixão.

Eu disse que não seria fácil. Vai exigir muita reflexão e auto-estudo, em primeiro lugar, e depois, de muita coragem, aprendizagem e experimentação, e, finalmente, um grande compromisso.

Mas vale a pena - a cada segundo, cada grama de coragem e esforço. Porque no final, vai conseguir algo que irá transformar a sua vida de tantas maneiras, que lhe dará razão para saltar da cama de manhã, e que o vai fazer feliz, não importa o quanto ganha com isso.

Eu espero que siga este guia e encontre o sucesso, porque o que eu desejo é nada menos do que você encontre a sua verdadeira paixão.

"Escolha um trabalho que ama, e nunca terá que trabalhar um dia na sua vida." - Confúcio

1 comentário:

  1. .mar.5.1.10

    Gosto muito do seu blog e passo por aqui regularmente. Este guia ajudou-me muito a definir o que realmente quero fazer e a tomar algumas decisões na minha vida.
    Espero que o blog continue sempre com conselhos tão úteis.
    Bom ano 2010

    ResponderEliminar