11.30.2009

Email Zen: Limpar a sua Caixa de Entrada


Siga-me no Twitter e Facebook.

Eu uso o Gmail exclusivamente como e-mail, e  é uma parte importante do meu trabalho. Eu recebo uma quantidade razoável de e-mails durante o dia, e sou muito rápida a responder.
No entanto, uma coisa que eu adoro na minha Inbox do Gmail, é que está quase sempre vazia.
E isso dá-me uma sensação muito Zen, ter uma caixa de entrada limpa, uma sensação de paz, calma e satisfação. Eu recomendo isso a todos. Mas nem sempre foi assim - Eu custumava ter muitos e-mails na minha caixa de entrada. Centenas, eles ficavam ali, alguns por abrir, outros à espera de uma resposta ou à espera de serem arquivados, e outros apenas à espera porque eu estava a adiar o assunto. Tinha muitas pastas para arquivar os e-mails, para ser fácil encontrá-los mais tarde. Mas demorava algum tempo a organizar o arquivo, por isso era normal adiar a tarefa. Muitas pessoas que eu conheço agem da mesma maneira.

Mas o método GTD, veio mudar isso (entre outras coisas), e há quase um ano, que eu consigo ter uma caixa de entrada de e-mail organizada.

Aqui estão os meus passos simples para alcançar um Email Zen:

1) Não verificar os e-mails logo de manhã, ou tê-lo constantemente ligado. Esta é uma dica oferecida por muitos blogs, por isso nada de novo aqui. Verificar os e-mails cedo vai fazer com que fique preso a essa tarefa por algum tempo. Em vez disso, faça primeiro a tarefa mais importante do dia, ou aquela coisa que tem andado a adiar há algum tempo. De seguida, verifique e-mail. Melhor ainda, faça 2 ou 3 coisas primeiro. Além disso, se está constantemente a ver os e-mails durante todo o dia, ou se ele avisa logo que chega um e-mail, está constantemente a ser distraído, e não se consegue concentrar na tarefa que tem em mãos. Eu verifico o meu 3 ou 4 vezes ao dia, mas claro que as suas necessidades podem ser diferentes.


11.18.2009

O guia pequeno, mas poderoso, para encontrar a sua paixão

Siga-me no Twitter e Facebook.


"A suprema realização é esbater a fronteira entre trabalho e lazer." - Arnold Toynbee

Realizar a sua paixão pode ser uma coisa difícil. Mas descobrir qual é essa paixão pode ser ainda mais complicado.

Eu tenho sorte, encontrei minha paixão, e consigo viver disso. Posso dizer que é uma coisa maravilhosa, ser capaz de ganhar a vida a fazer o que realmente se gosta.

Por isso, neste pequeno guia, gostaria de ajudá-lo a começar a descobrir o que você adoraria fazer. Esta é uma dúvida bastante comum, e a cuja resposta resposta pode mudar para melhor a sua vida.

A sua paixão é aquilo que o vai motivar a saltar da cama, pela manhã, a gritar: "Eu estou vivo! E estou feliz! ". E assustar os membros da sua família, ao mesmo tempo.

Este guia não é exaustivo, e não vai descobrir a sua paixão por si. Mas vai ajudá-lo na sua jornada para o encontrar.

Veja como.

1. Em que actividade é realmente bom? A menos que esteja apenas a começar a vida, tem alguma habilidade ou talento, demonstra algum tipo de aptidão. Mesmo que seja muito jovem, já demonstrou algum tipo talento, desde muito jovem, até mesmo na infância . Sempre foi um bom a escrever, a falar em público, desenhar, organizar, construir, explicar? Você foi bom a ter ideias, juntar pessoas, jardinagem, vendas? Pense um pouco nisso. Passe pelo menos 30 minutos a pensar nesta questão - muitas vezes esquecemo-nos de coisas que fizemos bem. Pense bem, recue no tempo , na medida do possível, e reveja a sua participação em trabalhos, projetos, passatempos, desportos. Esta pode ser a sua paixão. Ou podem até ser várias. Começe a fazer uma lista de potenciais candidatos.

11.02.2009

Poupança - Novos hábitos a aprender


Siga-me no Twitter e Facebook.

No passado dia 31 de Outubro celebrou-se o Dia Mundial da Poupança, que em época de crise mundial não podia passar em branco. Aqui ficam algumas sugestões e hábitos que pode adoptar, e que o ajudarão a poupar muito dinheiro sem afectar o seu estilo de vida. Algumas das sugestões já aqui foram faladas, mas nunca é demais mencionar estas coisas, certo?

1 - Pague as contas a horas. No início do mês, mal tenha o seu ordenado disponível, pague as suas contas fixas. Está é uma regra fundamental. Empréstimos, seguros, escolas, contas da agua, luz, internet, etc. devem ser pagos a horas, para evitar multas desnecessárias. Este hábito também o vai ajudar a gerir melhor o seu dinheiro, pois assim fica a saber exactamente quanto sobra para as outras despesas variáveis. E não se esqueça de fazer o mesmo com os impostos. Se tiver dificuldades em fazer os pagamentos contacte os seus credores e negocie um alargamento do prazo ou pagamento parcelados, é melhor do que acumular dívidas.

2 - Acabe já com as dívidas dos cartões de crédito. Se costuma ler sobre finanças certamente já leu este conselho. Os cartões de crédito podem dar muito jeito, mas em alturas de instabilidade ter dívidas como estas é a ultima coisa que queremos. Não use os cartões de crédito para despesas correntes, pois os juros que vai pagar são altíssimos e como normalmente só pagamos o mínimos a dívida tende a aumentar. Se tem dívidas nestes cartões o melhor é deixar de os usar e pagar o máximo que conseguir em cada mês até estar tudo pago. Se tiver vários cartões faço o mesmo com todos eles, um de cada vez. Eu aconselho a cancelar mesmo os cartões, mas pode guardá-los para alguma emergência, já que nesta conjuntura actual o acesso ao crédito não está fácil, pelo que o cartão pode ser útil, se não tiver nenhuma despesa de manutenção claro.