12.09.2009

Como Querer Muito Pouco

Siga-me no Twitter e Facebook.

Há dois desafios que as pessoas enfrentam quando escolhem viver uma vida mais simples: possuir pouco e querer pouco.

 No entanto, as pessoas juntam estes dois desafios num objectivo maior " ter vida simples". Infelizmente, estes são dois monstros diferentes que precisam ser domesticados cada um da sua maneira.


Possuir pouco exige uma abordagem prática – sistematicamente eliminar o que é desnecessário na sua vida, básicamente consiste em organizar e deitar fora.

Querer pouco, por outro lado, centra-se na maneira como pensamos, um aspecto muito mais obscuro da simplicidade.

Sinceramente, é difícil querer pouco. Vai contra os nossos desejos profundamente enraizados, de posse e segurança. Acabar com este apego psicológico requer mais do que seguir um processo passo-a-passo ou uma lista de táticas. É preciso uma mudança no seu pensamento, uma mudança na maneira de abordar o seu dia-a-dia e na maneira como toma decisões.

1. Tenha uma visão para sua vida. Os objectivos são instrumentos úteis para ir do ponto A para B, mas muitas vezes têm falta de profundidade, emoção e significado, e sem essas três coisas vai sentir falta de propósito e motivação.
Pense sobre o estilo de vida que quer como um todo, em vez de simplesmente se concentrar no desejo de querer muito pouco. O que quer possuir? Como vai passar o seu tempo? Onde você estará? Seja específico.

Este esquema funciona como um funil. O deesejo de ter mais pode tentar inundar a sua vida, mas se tiver claramente definido o que lhe interessa, apenas as coisas favoráveis ao seu objectivo vão passar através deste funil. Assim torna-se muito mais fácil dizer "não" a alguma coisa que sabe que não faz parte do seu propósito.

12.01.2009

Natal Zen - Embrulhos Ecológicos

Siga-me no Twitter e Facebook.

Para quem quer uma alternativa à quantidade obscena de papeis e caixas que se deitam fora nos dias depois do natal, aqui ficam algumas ideias para embrulhos de Presentes de Natal que criem menos desperdicio.

É possível embrulhar seus presentes de maneira criativa e original sem dar origem a muito lixo. Pode fazer o seu próprio papel reciclado, utilizando jornais velhos, revistas, cartazes, mapas ou folhetos de publicidade. Esses papeis também podem ser usados para forrar uma caixa onde pode colocar a prenda.

Se tiver filhos, usar os desenhos das crianças como papel de embrulho é uma óptima ideia, as crianças vão adorar fazer os desenhos e quem recebe sente que teve dois presentes.

E em vez dos tradicionais laços, pode fazer enfeites com selos, flores, fitas de tecido, cordeis, negativos de fotos, autocolantes, botões, fotografias, postais, ou qualquer outra coisa. Usar decorações natalícias também é uma boa ideia, como cartões de natal, bolas da árvore de natal ou outros enfeites da época como anjos, duendes ou renas.


Uma opção mais simples é usar sacos de papel que tenha guardado ao longo do ano, tapando a marca da loja com um autocolante ou uma imagem recortada de uma revista.

Natal Zen - 10 Presentes Ecológicos

Siga-me no Twitter e Facebook.

1 de Dezembro, para mim é hoje que começa oficialmente a época natalícia, por isso venho ajudar-vos com algumas sugestões de presentes, e como este é um blog zen, nada melhor que presentes amigos do ambiente.

Veja também a versão actualizada de 2010 aqui.

Carregador de baterias solar - Já estão disponíveis no mercado pequenos painéis solares portáteis que servem para carregar vários aparelhos como telémoveis, PDAs, Playstation PSP, Nintendo DS, iPods e mp3, entre outros gadjets. Um presente bastante útil, pois permite carregar o seu aparelho em qualquer lugar, e ainda vai evitar a emissão de várias toneladas de dióxido de carbono na atmosfera.

Floreira de ervas aromáticas - Outro presente ecológico, pode oferecer a floreira já montada com as plantas, ou então fazer um kit, com o vaso (ou vasos), terra, sementes e os utensílios necessários para plantar e manter a mini-horta.

Cabaz Gourmet - Pode não parecer muito ecológico, mas pode ser, simplesmente tem de fazer um cabaz com produtos orgânicos (e de comércio justo) com chás, cafés, chocolates, azeite, conservas, vinhos, compotas etc. E não tem de conter apenas produtos comestiveis, pode também fazer um cabaz com produtos de beleza naturais.

Saudável e em Forma, Parte 1 - Alimentação

Siga-me no Twitter e Facebook.

Já há algum tempo que não falo sobre perder peso e ficar em forma, isso levou-me a pensar que deveria partilhar algumas das coisas que eu aprendi ultimamente, e que tenho posto em prática.

Hoje eu vou debruçar-me na primeira parte de ficar saudável e em forma - uma alimentação saudável. (veja aqui a parte 2 - Exercício)

Regras para uma alimentação saudável

Ter uma dieta saudável é algo que todos nós queremos fazer, mas é tão difícil, com todas as tentações em casa e no trabalho e no caminho entre os dois. Não vou mentir e dizer que fazer alterações na dieta é uma coisa fácil, mas eu desaconselho fazer mudanças drásticas, acho que é preferivel fazer mudanças graduais.

Por exemplo, eu agora como de forma bastante saudável, mas a minha dieta actual é o resultado de pequenas alterações que fiz ao longo do tempo. Eu comecei por comer apenas carnes magras, e começei a incorporar mais frutas e vegetais. Depois fiz mudanças no pequeno almoço, começei a comer cereais integrais e pão integral ou de sementes mais vezes. Passei a beber leite magro e fiz ainda outras opções de alimentos com baixo teor de gordura. Passei a comer mais nozes e frutos secos. A certa altura já estava a ter eu uma dieta saudável (excepto nos doces) sem dar por isso, de forma simples e gradual. Ultimamente tenho andado a tentar cortar na cafeína e doces, mas de forma gradual, já so tomo café de manhã, esse ainda é indispensável. Se tentar cortar uma coisa de cada vez, a certa altura irá acostumar-se com a mudança e vai-se tornar normal. Em seguida, repita o processo.

Regra para comida saúdavel # 1: Escolha uma ou duas coisas a mudar na sua dieta, e começe apenas com essas. Cada 1 ou 2 semanas, experimente algo saudável e incorpore-o no seu menu diário ou semanal.

Outra coisa que aprendi é que quando estou a tentar cortar algo prejudicial, ajuda substituí-lo por algo saudável e saboroso que eu venha a apreciar. Como a cafeína - Eu estou a cortar com o café e a substitui-lo por chá (sem açucar). Eu já fiz isso com os sumos (embora continue a beber um ocasionalmente, mas não tão frequentemente). Aprendi a adorar água e chá em vez de bebidas mais açucaradas. A mesma coisa se passa com os hambúrgueres, cereais, pão e muito mais. Encontre opções saudáveis que adore - faça uma lista e mantenha-os por perto.