2.14.2011

A Arte Perdida da Solidão

Siga-me no Twitter e Facebook.

"Considero saudável estar só na maior parte do tempo. ... Nunca encontrei um companheiro tão sociável como a solidão. 

Estamos geralmente mais sós quando viajamos com outros homens do que quando permanecemos nos nossos aposentos. ... e chegarmos à conclusão de que nunca estamos sós. "~ Henry David Thoreau

Não é preciso ser um monge para encontrar a solidão, nem precisa ser um eremita para a apreciar.

A solidão é uma arte perdida nestes dias de ligações super rápidas, e embora eu não lamente a beleza desta comunidade global, eu acho que há necessidade de nos afastar-mos um pouco, de vez em quando.


Algumas das minhas actividades preferidas incluem sentar-me na areia, a olhar o mar, e ficar apenas a contemplar ... caminhar sozinha com meus pensamentos ... desligar-me, ficar offline e escrever apenas... encontrar tranquilidade com um bom romance ... tomar um longo banho.

Não me interpretem mal: eu adoro estar com as pessoas, mas a solidão, nestes dias, é uma necessidade absoluta.

Os benefícios da Solidão

A melhor arte é criada em solidão, e há uma boa razão: só quando estamos sozinhos, é que podemos chegar dentro de nós mesmos e encontrar a verdade, a beleza da alma. Alguns dos filósofos mais famosos faziam caminhadas diárias, e foi nessas caminhadas que encontraram os seus mais profundos pensamentos.

A minha melhor escrita, e tudo o que eu fiz de melhor, foi em solidão.

Apenas alguns dos benefícios, que eu encontrei, da solidão:

Tempo para pensar
Ao estar sozinhos, nós nos conhecermos-nos
Enfrentamos os nossos demônios, e lidamos com eles
Espaço para criar
Espaço para relaxar e encontrar a paz
Tempo para refletir sobre o que fizemos, e aprender com isso
Isolamento das influências de outros ajuda-nos a encontrar a nossa própria voz
A calma ajuda-nos a apreciar as pequenas coisas que se perdem no rugido

Há muitos mais benefícios, mas estes chegam para começar. Os verdadeiros benefícios da solidão não podem ser expresso por palavras, eles devem ser encontrados na prática.
Como encontrar solidão

Como encontrar a solidão

Começe por se desligar.

Pegue em todos os meios de se ligar aos outros, e corte com eles. Desligue-se do e-mail, do Facebook e do Twitter e do MySpace, saia dos fóruns e das redes sociais, deixe as mensagens instantâneas e o Skype, não consulte os sites de notícias e blogs. Desligue os dispositivos móveis e telefones.

Desligue o computador ... a não ser que vá usar o computador para criar, neste caso, desligue a internet, feche o browser e encerre todos os programas que usa para manter contato com outras pessoas.

Os próximos passos dependem de qual estratégia quiser usar:

1. Isole-se. Pode fazer isso no seu escritório, simplesmente fechando a porta e/ou colocando uns auscultadores com uma música calma da sua preferência. Se possível, avise os colegas de trabalho que não quer ser perturbado durante uma determinada altura do dia. Ou então pode fazê-lo em casa, encontrando um espaço sossegado, e fechando a porta, e ouvindo musica se preferir. A ideia é encontrar uma maneira de calar o mundo exterior, incluindo os colegas de trabalho ou aqueles que vivem consigo.

2. Ir para longe. Esta é a minha maneira favorita de encontrar a solidão. Saia de casa, e desfrute do ar livre. Faça uma caminhada, encontre um parque ou uma praia ou uma montanha, um café tranquilo, ou simplesmente encontre um local com sombra para descansar. Observe as pessoas, ou observe a natureza.

Outras dicas:
Tente tomar um banho relaxante e tranquilo de tempos a tempos.
Desfrute de um bom romance.
Se você é casado, com filhos, peça ao seu companheiro para lhe dar algum tempo para ficar sozinho, e depois devolver o favor. Tornem este num hábito regular.
Faça uma caminhada todos os dias.
Vá trabalhar cedo, e aproveite o silêncio.
Tome um bom chá.
Tente ter um horário regular, a cada dia, em que fica desligado.
Tente sentar-se quieto, e concentre-se na sua respiração, no seu vai e vem. Quanto a sua mente se perde em pensamentos do passado e do futuro, perceba-o, e de seguida, paciente e gentilmente retorne à sua respiração.

"Eu vivo naquela solidão que é dolorosa na juventude, mas deliciosa nos anos de maturidade. " ~ Albert Einstein

Sem comentários:

Enviar um comentário